Resenha, Resenha de Álbum/DVD — September 8, 2013 at 3:49 pm

Timo Komulainen – Tudo, menos o óbvio

by

TIMO_KOMULAINEN_BIOGRAPHICAL

As terras finlandesas são definitivamente um ambiente fértil para o nascimento de músicos virtuosos e disciplinados. E se tem algo que aprendi convivendo com este tipo de artista, é que a maioria deles é excêntrico e almeja fugir do padrão. TIMO KOMULAINEN é um desses casos; fugiu sem deixar rastros.

Quando um músico opta por seguir carreira solo, nós entendemos que ele tem idéias que gostaria de executar sem a contra-opinião de outros que poderiam estar tirando sua liberdade e limitando sua criatividade. Então ele contrata músicos que o acompanhem em sua jornada. Existem também aqueles que são tão perfeccionistas que preferem compor e tocar todos os instrumentos, para poder se isentar definitivamente de toda e qualquer influência externa, e o fazem quando sua capacitação técnica permite. Mas dá pra ir além disso. O multi-instrumentista Timo Komulainen cria, grava e mixa todos os instrumentos de todas as músicas, e ainda produz os seus próprios vídeos, filmando e editando tudo dentro de um estúdio improvisado, provavelmente em sua própria casa.

Timo Komulainen é um finlandês que cresceu respirando música 24 horas por dia, por influência de seus pais, que lhe davam aulas de violino já aos três anos de idade. Na adolescência teve uma inclinação forte para o Black Metal, mas aos poucos foi ampliando suas influências até chegar ao que hoje ouvimos em seu mais recente trabalho, “Biographical”, lançado recentemente de forma independente. Uma miscelânea de estilos que passam por diversas variáveis do Metal e caminham para estágios de forte teor experimental. Nota-se claramente que Timo não quer apenas mostrar técnica ou refrões e sim traduzir em notas musicais as peculiaridades de sua mente e coração, e isso justifica o porquê de fazer questão em produzir sozinho cada pequena partícula deste álbum. Se outra criatura colocasse as mãos, a obra deixaria de ser honesta como é. Deixaria de ser pessoal em stricto sensu.

“Biographical” é um álbum mais do que versátil. É inconstante e não possui limitações. O violento e o contemplativo estão lá, muitas vezes simultaneamente. A voz de Timo Komulainen pode estar cuspindo guturais e subitamente uma passagem poética de piano vai surgir, e no momento seguinte estará distribuindo melodias até que a música evolua para o caos novamente. Complexidade rítmica, aspereza, virtuosismo, excentricidade e algum abstracionismo sonoro, são algumas das características presentes no álbum. É uma grande aventura do inferno ao paraíso onde a única coisa que você não encontra é o óbvio.

Não falarei de uma música isoladamente pois não seria justo resumir um trabalho ornamentado com tantas minúcias. É evidente que foi concebido com muita dedicação por uma mente que não se contenta com menos que o extraordinário. O trabalho pede atenção portanto é necessário que você se entregue por alguns minutos ao mundo do artista.

Adquira o álbum. Abra sua mente. Tenha uma nova experiência!

Para mais informações sobre Timo Komulainen, acesse os links:

SITE OFICIAL | FACEBOOK | YOUTUBE | SOUNDCLOUD

Apóie a NOSSA CAUSA curtindo o Megalomania no FACEBOOK!